duvida computadores

Em 1996, quando a internet comercial engatinhava no Brasil, eu conheci um jogo de corrida para PC chamado Nascar. O grande diferencial dele era a possibilidade de otimizar o carro inteiro, desde a pintura até a calibragem dos pneus, e também poder jogar com 2 pessoas via cabo serial!

Como este tipo de cabo tem um limite extremamente baixo de comprimento, eu tinha que levar meu computador até a casa do vizinho só para poder tirar uns rachas contra ele. Era algo tão chato e trabalhoso que, sabendo que eu voltaria no dia seguinte, acabava largando o computador por lá mesmo, mesmo sabendo que eu deveria ficar treinando de noite para não perder a corrida (rs). Foi nessa época que eu comecei a dar importância para a mobilidade!

Atualmente, por mais que os monitores estejam muito mais leves e cada vez mais finos, transportar um gabinete, CPU e um monte de fios continua sendo algo bem trabalhoso. E com a queda nos preços dos notebooks, eles têm se tornado uma ótima opção para quem utiliza computadores para acessar a Internet, ver email, digitar trabalhos e planilhas, etc. Alguns notebooks já possuem placas de vídeos mais poderosas, permitindo até rodar aplicativos 3D e jogos mais recentes sem engasgos!

Muitas vezes o quesito mobilidade não é o principal fator para se comprar um notebook. Com casas cada vez menores, não precisar de uma escrivaninha dedicada somente para o computador também passou a ser um fator importante! Com o notebook, qualquer canto na cama ou da cozinha pode virar um escritório temporário. E com a vantagem de que se cair a luz, você ainda poderá trabalhar mais algumas horas ou simplesmente salvar o arquivo e desligar a máquina!

Wireless – Enfim Internet pela casa toda!
Outra grande vantagem do notebook em relação ao desktop está na possibilidade de se acessar a internet de qualquer canto da casa! Com a queda dos preços e, conseqüentemente, a popularização dos roteadores wi-fi, fazer uma conversa pelo skype com parentes distantes e ainda por cima conseguir mostrar quartinho do bebê enquanto anda pela casa ficou algo extremamente simples de fazer!

E o netbook? Onde entra nessa história toda de mobilidade?
Enquanto se lança notebooks cada vez mais poderosos, os netbooks estão andando na contramão desta tendência (ou criando uma tendência nova). Telas e teclados menores, ausência de disco óptico e processadores que consomem menos energia fazem com que os netbooks tornem-se mais fáceis de transportar e que fiquem mais tempo longe da tomada. Além disso, os preços são extremamente atraentes.

Porém, a diminuição da velocidade do processamento pode tornar a experiência de rodar aplicativos mais pesados (jogos, edição de vídeo ou aplicativos gráficos) um pouco chata. Mas para quem possui internet 3G ou tem acesso à rede wi-fi por onde anda, ele é perfeito para poder trabalhar de qualquer lugar! Parte deste texto foi escrito dentro do carro, enquanto esperava minha namorada! Foi o tempo de abrir o netbook, abrir o Word, escrever uns 5 parágrafos e pronto! Aproveitei o momento de inspiração e o tempo que ficaria esperando ela terminar o trabalho dela para adiantar o meu trabalho!

Mas o notebook já não é portátil o suficiente? Porque eu escolheria um netbook?
A grande vantagem do netbook é dele ser praticamente um caderno! Você pode levá-lo para qualquer lugar sem ele ser um peso a mais na mochila ou na bolsa! Isso também ajuda na hora de resolver abrí-lo rapidamente para trabalhar em qualquer canto em um curto intervalo de tempo.

Vantagens em relação a mobilidade
Notebook – Pode transformar qualquer canto da casa em um escritório. Também possui capacidade de processamento semelhante aos principais modelos de desktop
Netbook – Extremamente leve e prático de transportar. A duração da bateria é superior ao notebook.

Desvantagens em relação à mobilidade
Desktop – Muitas peças e mais pesado que um notebook.
Notebook – perde para os netbooks nos quesitos duração de bateria, peso e tamanho.
Netbooks – perde para os notebooks nos quesitos usabilidade (teclado menor), tamanho de tela e, principalmente, na velocidade de processamento

Bom, depois disso tudo, devo ter bagunçado ainda mais a cabeça dos nossos leitores. Amanhã vou terminar a série falando de praticidade.

TAGS: